Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em nov 12, 2014 em Notícias, PLR, Slides | 1 comentário

PLR: Em mais uma reunião no TST, ECT demonstra falta de respeito com os trabalhadores

PLR: Em mais uma reunião no TST, ECT demonstra falta de respeito com os trabalhadores

A FINDECT participou de mais uma audiência com a ECT, para tratar da PLR, mediada pelo Ministro Ives Gandra, vice-presidente do TST.

A Empresa afirmou, diante do Ministro e da representação dos trabalhadores, que não conseguiu a aprovação da última proposta junto ao DEST.

O problema no fechamento do acordo está na PLR 2014, já que a empresa não garante pagamento se não houver lucro neste ano. O Ministro manteve a proposta inicial, com os mesmos critérios da PLR 2013.

Os trabalhadores não podem ser prejudicados por uma má gestão e pelo aparelhamento da máquina pública.

A proposta do Ministro do TST foi aprovada pelos trabalhadores e trabalhadoras das bases dos sindicatos filiados à FINDECT, em assembleias, conforme o combinado na última audiência no TST. A Empresa mais uma vez não honrou com o combinado e deixou os trabalhadores a ver navios.

O Ministro insistiu na proposta e cobrou compromisso da ECT diante dos trabalhadores. Pediu para que a empresa consultasse novamente o DEST, pressionando para a aprovação, e agendou uma nova audiência para a próxima quarta-feira, às 9 horas, quando a ECT terá um novo posicionamento.

O Ministro pediu, ainda, para que os sindicatos não façam greve até a próxima quarta-feira, tendo em vista que a empresa trará a posição do DEST.

A FINDECT mostrou sua posição e afirmou que não tolerará mais enrolação e, em respeito ao pedido do Ministro, orienta para que os Sindicatos filiados convoquem assembleia para a próxima quarta-feira, dia 19/novembro, caso o acordo não seja fechado com a ECT. Dessa forma, segundo o Ministro, a greve será considerada justa devido ao não fechamento do acordo por intransigência da ECT e do DEST.

1 Comentário

  1. Gostaria de saber como está a situação do processo que temos no TRT referente ao PCCS. Conforme consultei no site do tribunal meu processo consta como decidido parcialmente.Haverá ainda algum recurso?

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.