Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em jul 4, 2018 em Notícias | 0 comentários

Concurso continua vigente como forma de contratação na ECT

Concurso continua vigente como forma de contratação na ECT

Em tempos de fortes lutas pela manutenção dos direitos dos trabalhadores ecetistas, as alterações no Estatuto da ECT, discutidas desde o dia 26 e publicadas oficialmente ontem (3 de julho), são uma vitória dos trabalhadores frente à vontade feroz daqueles que pretendem reduzir a empresa e sua história.
O diário oficial da União desta terça-feira informa as alterações do Estatuto Social da Empresa Brasileira de Correios e Telégrafos, e confirma a manutenção do concurso público como forma de contratação do trabalhador Ecetista.

Na ECT, hoje, existe um déficit de mais de 20 mil trabalhadores em sua base. A redução no quadro de funcionários é a principal causa da queda na qualidade dos serviços da estatal. A falta de movimento e a lentidão quanto à questão das contratações causa uma reação em cadeia, que é aproveitada pelos incentivadores da iniciativa privada como argumento em defesa da venda dos Correios.

O SINDECTEB, junto com os demais sindicatos que compõem a FINDECT, mantém-se atuante na busca pela manutenção dos direitos dos trabalhadores, e reitera a importância da manutenção do concurso como forma de contratação de novos Trabalhadores.

O papel das instituições sindicais neste tema é de fundamental importância para manter a luta por direitos e a soberania dos Correios como empresa do povo. A manutenção do concurso público como forma de contratação é uma vitória, porém, o SINDECTEB e a FINDECT seguem em constante debate pela garantia de melhores condições de trabalho, mantendo-se firme na posição contrária a qualquer iniciativa que tenha como objetivo reduzir a força do trabalhador Ecetista, e a representatividade dos Correios como patrimônio do Brasil.

Clique aqui e leia as alterações publicadas no Diário Oficial.

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.