Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em ago 30, 2018 em Notícias, Slides | 0 comentários

ACORDO COLETIVO É ASSINADO EM BRASÍLIA

ACORDO COLETIVO É ASSINADO EM BRASÍLIA

Após mais um adiamento, ocorrido na tarde de ontem após um pedido da ECT, o Acordo Coletivo foi assinado nesta tarde.

Estiveram presentes os diretores de ambas as Federações, dentre eles o Presidente do SINDECTEB, José Aparecido Gimenes Gandara. A audiência durou 40 minutos e foi transmitida ao vivo pelo Canal do Youtube do TST (confira o vídeo aqui).

O Acordo Coletivo firmado possui as mesmas cláusulas do Acordo Coletivo anterior, além da reposição salarial de 3,61% (segundo índice oficial do INPC em agosto) sobre o salário e os benefícios contemplados no Acordo Coletivo.

Vale lembrar que a direção dos Correios requereu mediação do Tribunal Superior do Trabalho após fazer duas propostas que não contemplavam a reposição inflacionária, além de contar com inúmeras retiradas de direitos do Acordo Coletivo.

O TST realizou a mediação e elaborou a proposta que foi aprovada em Assembleia no dia 14 de agosto. A assinatura do ACT estava marcada para o dia 21 de agosto, porém, foi adiada após a ECT negar a assinatura alegando que seriam necessárias alterações na Cláusula 28, que aborda o Plano de Saúde e suas particularidades, como o custeio e a inclusão de dependentes.

Firmada para ontem, a assinatura foi mais uma vez adiada a pedido da ECT, porém, após despacho que esclareceu cada parágrafo da cláusula contida na proposta, a assinatura foi marcada para a tarde de hoje (30 de agosto).

Reunião ocorreu na tarde de hoje, na Sede do TST

Mesmo após a assinatura do Acordo Coletivo de Trabalho, os Sindicatos continuarão focados na questão do Plano de Saúde. Será feito um Pedido de Mediação Pré Processual (PMPP) para que haja outra mediação do TST, dessa vez, sobre o processo referente ao custeio do plano de saúde e a exclusão de dependentes.

O início da Campanha Salarial não ocorreu nas primeiras reuniões. Muito antes dos primeiros encontros para negociar o Acordo Coletivo, a FINDECT e os Sindicatos Filiados realizaram seu Congresso, onde a Pauta de Reivindicações foi finalizada e surgiu o lema que conduziu todo o processo de negociação: NENHUM DIREITO A MENOS.

A assinatura do ACT na tarde de hoje sacramenta o objetivo iniciado no Congresso e finalizado hoje, com a assinatura de um acordo que não elimina nenhum direito e faz a reposição salarial de acordo com o índice da inflação.

 

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.