Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em jul 31, 2019 em Notícias, Slides | 0 comentários

TRABALHADORES ECETISTAS EM ESTADO DE GREVE ATÉ O DIA 31 DE AGOSTO

TRABALHADORES ECETISTAS EM ESTADO DE GREVE ATÉ O DIA 31 DE AGOSTO

Categoria aceita pedido do TST e negociações se arrastam até final de agosto. Leia abaixo um pouco mais sobre os últimos ocorridos na Campanha Salarial 2019/2020

No último dia 30 de julho, em reunião realizada no período da manhã, a direção dos Correios apresentou sua proposta oficial, que consiste em um reajuste de 0,8% nos salários e benefícios econômicos.

Além disso, manteve os ataques aos direitos da categoria, como a exclusão/alteração de 45 cláusulas do atual Acordo Coletivo, juntamente com um aumento da coparticipação no plano de saúde, passando de 30% para 40%. Tratam-se de medidas de caráter unicamente retrogrado e com finalidade de supressão de direitos. Elas geraram grande discussão e repercussão, inclusive, já foram recusadas pelos trabalhadores nas assembleias realizadas em todo país.

Na tarde do dia 30 foi realizada uma reunião entre as duas Federações e o TST. O vice-presidente do Tribunal se disse sensibilizado com a situação dos familiares no convênio médico e prometeu apresentar uma proposta conciliatória na audiência de hoje, 31 de julho. Também apontou a possibilidade de, além dos tópicos referentes ao plano de saúde, apresentar proposta referente ao ACT 2019/2020.

A ECT, por sua vez, manteve sua proposta com retirada de direitos e exclusão de cláusulas do ACT vigente. Foram realizadas 10 reuniões para negociar, contudo, não foi possível avançar para um acordo dada a intransigência da diretoria. Hoje, dia 31 de julho, foi realizada a audiência de mediação no TST. O Vice-Presidente do Tribuna propôs os seguintes termos:

  1. Manutenção do ACT no atual formato sem nenhuma alteração até o dia 31/08
  2. A partir de 01/08, os pais e mães poderão receber somente atendimentos de urgência e emergência pelo plano de saúde, além da manutenção dos tratamentos continuados

A data escolhida garante três coisas importantes:

  1. Mais tempo para as Federações negociarem e dialogarem com a ECT e o TST
  2. Tempo para que a direção dos Correios reflita sobre sua política de exclusão de direitos e entenda, de uma vez por todas, que os Ecetistas não aceitaram essas mudanças
  3. Mais tempo para o Tribunal analisar a situação dos pais e mães no plano de saúde

Essa dilatação do prazo se origina da postura da direção da ECT, que foi pouco receptiva, privou-se do diálogo e desrespeitou a categoria com a demora em se posicionar.

A ECT aceitou o pedido do Tribunal, enquanto as Federações levaram a questão para as bases. Em decisão tomada agora há pouco durante a Assembleia, os Ecetistas da Base do SINDECTEB aprovaram as seguintes ações:

  1. Decretação do Estado de Greve até o dia 31 de Agosto
  2. Realização de nova Assembleia no dia 07/08
  3. Rejeição da atual proposta de reajuste (0,8%) apresentada pela ECT
  4. Ampliar mobilizações, atos, debates sobre a Campanha Salarial

O SINDECTEB se compromete a realizar visitas em unidades a fim de esclarecer dúvidas dos Trabalhadores e expor a situação da luta pela negociação de um Acordo Coletivo mais justo para nossa Categoria.

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.