Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em ago 8, 2019 em Notícias, Sem categoria, Slides | 0 comentários

Audiência da CTASP: Federações propõem mudanças positivas enquanto governo se contradiz ao vivo

Audiência da CTASP: Federações propõem mudanças positivas enquanto governo se contradiz ao vivo

O presidente da FINDECT, José Aparecido Gimenes Gandara, participou da Audiência da Comissão de Trabalho, Administração e Serviço Público (CTASP) e utilizou seu espaço de falar para salientar que os ataques aos Correio, as ameaças e o processo de privatização já ocorrem há alguns anos.

A Audiência foi convocada pela CTASP para debater a ameaça de privatização dos Correios. O evento contou com a presença das Federações da Categoria e parlamentares de diversos partidos. O Ministro de Ciência e Tecnologia, Marcos Pontes, e o Presidente dos Correios, Floriano Peixoto, também marcaram presença na Audiência.

Em sua fala, Gandara destacou que todas as tentativas de atacar a soberania da ECT não resultam em algo positivo, afinal, trata-se de um patrimônio do povo brasileiro, fundamental para a integração nacional e para a garantia de atendimento em todas as cidades do país.

O Presidente da FINDECT fez um breve histórico do processo da privatização dos Correios, que já vem de longa data, com ataques e prejuízos no atendimento à população. A volta do projeto à tona, com o governo colocando-o como prioridade, traz sérios riscos à integração e à segurança nacional.

A FINDECT apresentou propostas para fortalecer a empresa e garantir dividendos ao tesouro nacional. Destaca-se:

  • Fidelização do atendimento da empresa por órgãos federais;
  • investimentos para a modernização dos Correios;
  • administração própria do Banco Postal;
  • melhoria das condições de trabalho;
  • valorização dos trabalhadores como forma de ampliar o engajamento.

Várias outras questões também foram debatidas, tais como o desafio da universalização postal num país de dimensões continentais. Vale ressaltar que a universalização é garantida e mantida pelos Correios sem a necessidade de recursos do Tesouro Nacional. O risco de perder essa condição é alarmante, especialmente se olharmos sob uma perspectiva social.

Por fim, Gandara lembrou a importância do subsídio cruzado, que é o uso do lucro arrecadado nas 360 maiores cidades do país para subsidiar as demais 5210. O Brasil precisa disso, e nenhuma instituição privada com foco em lucratividade terá interesse em manter essa estrutura.
Também foi lembrado que, nas poucas privatizações de serviços postais ao redor do globo, os preços dos serviços postais subiram e a qualidade do serviço caiu.

Governo se contradiz e expõe, mais uma vez, sua fraqueza administrativa e política

Ironicamente, enquanto Marcos Pontes falava sobre ponderação e análise antes de pensar em privatizar os Correios, o presidente da República contradizia seu subordinado cravando a privatização. Por volta das 10h20 da manhã, Marcos Pontes alegou que não há “nenhum procedimento de desestatização ou privatização da empresa pública”.

“O que quero trazer é que não existe nenhum processo dessa natureza. Nenhum procedimento de desestatização ou de privatização (dos Correios), qualquer coisa nesse sentido, para nos preocupar nesse momento”

“o que temos de concreto é trabalhar para que a ECT seja sustentável em termos econômicos e financeiros. De concreto, é isso que a gente tem de determinação”.

Marcos Pontes, Ministro de Ciência e Tecnologia durante Audiência da CTASP

O Ministro defendeu que os trabalhadores dos Correios participem das discussões, caso surjam projetos ou discussões sobre privatização.

Já Bolsonaro, que estava em São Paulo em um evento da Fenabrave, cravou pouco antes das 11h, que o governo vai privatizar os Correios. O presidente continua fora de sintonia com seus subordinados e segue falando sem preocupação com fatos, verdades, dados e, muito menos, com a segurança nacional e o patrimônio do povo brasileiro.

Para se ter uma ideia da confusão, Marcos Pontes ficou sem palavras ao ser interpelado pelo Deputado Ivan Valente, que leu a declaração de Bolsonaro enquanto a Audiência da CTASP ainda estava em andamento.

“Não sei exatamente o que ele [Bolsonaro] falou, mas estou transmitindo a informação dele de ontem. Eu gosto de fazer as coisas de uma forma muito criteriosa”

Marcos Pontes, Ministro de Ciência e Tecnologia

O governo segue errante e contraditório, e os Trabalhadores se encontram à mercê de uma política confusa e mal planejada.

Veja o vídeo com a fala do Presidente da FINDECT na Audiência da Comissão de Trabalho, de Administração e Serviço Público da Câmara dos Deputados realizada nessa terça, 06/08/2019.

Assista a fala do presidente da FINDECT na comissão da Câmara – 06/08/2019

Presidente da FINDECT apresenta soluções para os Correios na comissão de trabalho, de administração e serviço público realizada na data do hoje 06/08/2019

Posted by FINDECT on Tuesday, August 6, 2019

Abaixo, o momento em que Bolsonaro afirma sobre a privatização:

Assista à Audiência completa:

Deixe uma Mensagem

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.