Pages Menu
RssFacebook
Categories Menu

Postado por em jul 17, 2020 em Notícias, Sem categoria, Slides | 0 comentários

Vigilância Sanitária notifica ECT por não cumprir as exigências sanitárias no CDD Tropical/CEE Araçatuba

Vigilância Sanitária notifica ECT por não cumprir as exigências sanitárias no CDD Tropical/CEE Araçatuba

No dia 15/07/2020 o Edifício onde funciona o CEE Araçatuba e o CDD Tropical recebeu Inspeção da Vigilância Sanitária e Epidemiológica de Araçatuba/SP e foi notificada/autuada em virtude de VÁRIAS IRREGULARIDADES que estão colocando em risco a vida de seus empregados e clientes:

  1. Não é disponibilizado álcool em gel para os empregados / não há frascos de álcool nos setores do prédio;
  2. Refeitório inadequado, onde não suporta a quantidade de empregados, respeitando o distanciamento social.
  3. Espaço físico insuficiente para a quantidade de empregados da unidade. Durante a vistoria inclusive, foi flagrado que todos os três setores de trabalho tem espaço insuficiente e há inevitável encontro corporal entre os empregados.
  4. Não é exigido o uso obrigatório de máscara dentro da unidade (não há nem sequer identificação da obrigatoriedade);
  5. Área de atendimento ao público irregular, sem espaço e sem identificação de distanciamento social;
  6. Não é fornecido copos descartáveis para os empregados;
  7. Várias outras irregularidades normativas conforme Decretos Estaduais e Protocolos Sanitários, como ausência de identificação para higienização das mãos e outras medidas;

Segue o que foi constatado Vigilância Sanitária, na íntegra:

  • Atendendo ao OFÍCIO GV.JJS 318/2020 relativo à solicitação de uma avaliação acerca das condições do prédio da unidade dos Correios – CEE Araçatuba, localizada na Rua Vereador Aldo Campos, 105 – Bairro São Joaquim.
  • I – Foi realizado vistoria sanitária pelas autoridades sanitárias José Verdelho Fernandes e Eliana Passos de Sousa, enfermeiros e pelo Dirigente do Centro de Referência em Saúde do Trabalhador – CEREST Marcos de Moura Barbosa tendo sido recepcionados pelo Gerente Emerson Renato Furlan.
  • II – De acordo com a lista de colaboradores fornecida pelo Gerente Sr. Emerson a unidade conta com o total de 45 (quarenta e cinco) colaboradores, sendo que 10 (dez) estão afastados do trabalho por pertencerem ao grupo de risco para COVID-19, 04 (quatro) estão de férias, 01 (um) está afastado por licença médica e 01 (um) afastado por apresentar sintomas suspeitos de COVID-19.
  • III – Constatamos:
  • Quantidade insuficiente de frascos de álcool em gel antisséptico para as mãos para atender todos os setores do prédio;
  • Ausência de copos descartáveis no ponto de água potável;
  • Ausência de identificação do uso obrigatório de máscaras;
  • Ausência de identificação da higienização das mãos;
  • Ausência de distanciamento social na área de atendimento ao público;
  • Organização do refeitório para atender a demanda durante os horários de almoço;
  • Durante o período da vistoria não presenciamos o uso do álcool gel antisséptico para as mãos por nenhum colaborador, apesar de alguns fracos estarem disponíveis;
  • Constatamos que a unidade possui três setores de trabalho com mesas próximas dificultando o distanciamento social preconizado durante o período da pandemia do COVID-19, pois a linha de trabalho é bastante dinâmica facilitando o encontro corporal entre os colaboradores.
  • IV – Orientado quanto à higienização das mãos e das medidas de contenção do COVID-19.
  • V – O estabelecimento foi notificado para providenciar adequações às irregularidades apontadas – NOTIFICAÇÃO Nº. 5870.
  • Permanecemos à disposição de Vossa Senhoria para apresentar maiores informações, se assim julgar necessário.
  • Em anexo as fotos tiradas no ato da vistoria e cópia da notificação.
  • sic

Os empregados de Araçatuba/SP estão desde 07/07/2020 em estado de Greve Ambiental permanente, em virtude da negligência da ECT com vossas vidas:

O descaso da ECT com suas unidades em Araçatuba/SP já possui amplo debate pelos órgãos competentes e veículos de imprensa. Confira quem está ajudando/contribuindo para reverter este cenário:

Integrantes da CIPA e Delegados Sindicais e Empregados, que reportam os problemas, denunciam, cobram correções e estão em Greve Ambiental Permanente desde 07/07/2020;

Sindicato dos Empregados dos Correios (SINDECTEB), que protocolou 30 Ofícios à ECT, apenas sobre os problemas nesta unidade durante a pandemia e judicializará a pauta;

Jornal Folha da Região, que deu ampla publicidade às irregularidades e a greve;

Dr. Jaime José da Silva – Vereador que acatou a luta dos trabalhadores e interviu junto à Câmara/Prefeitura para exigir a vistoria da Vigilância Sanitária – Ofício GV.JJS318/2020;

Sr. Dilador Borges Damasceno – Prefeito que atendeu o pedido e deliberou pela vistoria;

Secretaria Municipal da Saúde de Araçatuba – que iniciou as tratativas ref. denúncias;

Sr. José Verdelho Fernandes – Autoridade e Fiscal da VISAM – Vigilância Sanitária;

Sra. Eliane Passos de Sousa – Autoridade e Enfermeira Vigilância Sanitária Municipal

Sr. Marcos de Moura Barbosa – Dirigente do Centro Ref. Saúde do Trabalhador – CEREST

O que diz os Correios?

Ofício 15755613/2020 (09/07/20):
“Todas as medidas cabíveis previstas no Protocolo de Medidas de Prevenção /Coronavírus foram providenciadas pelo SESMT,
Medicina do Trabalho, Super. Estadual e demais envolvidos.”

MAS… conforme Vistoria, este Ofício da ECT é “FAKENEWS

O que diz o Sindicato?

A ECT sempre diz que não atenderá o pleito solicitado pelo Sindicato e empregados (Greve Ambiental), pois não reconhece/admite ter problemas. Inclusive a ECT, através do Ofício 15755613/2020 repreendeu e ameaçou processar os representantes sindicais, por estarem exigindo a mitigação dos riscos ambientais, comprovados pela vistoria da Vigilância Sanitária.

ECT além de negar as irregularidades, informa que irá punir financeiramente todos os empregados que aderiram a Greve Ambiental e que não irá negociar! P


os trabalhadores, além do próprio Sindicato, ganha ajuda agora da Prefeitura, Imprensa, Câmara Municipal, secretaria municipal e vigilância sanitária, e em breve, será discutido em esfera judicial
Um mês antes da Fiscalização da VISAM, o SINDECTEB solicita vistoria pelos representantes sindicais, e a ECT é enfática: NÃO!!!
CEE-VEREADOR-ALDO-CAMPOS-105

O SINDECTEB deseja rápida recuperação para todos os empregados que contraíram COVID-19 na unidade, e pede para que os todos redobrem a atenção quanto as medidas preventivas e continuem denunciando ao Sindicato as ações lesivas a saúde e segurança de todos!